27 November 2010

Enganosos

Certo ou errado?
O que é certo ou errado?!
Essa é a pergunta que não quer se calar nesses últimos dias. Quem disse que isso é certo ou aquilo é errado?
Ninguém!
O que é certo ou o que é errado, é apenas uma convenção. Isso é certo quando me convém, aquilo é errado quando não sou eu quem fez.
O que fazer quando você faz algo acreditando que acertou e no final você descobre que está tudo errado ?
Sentar e chorar?! - N.Ã.O!
Você tem que aprender a lidar com a situação e seguir em frente.
O certo e o errado está em nosso coração. Nós sentimos no fundo da noss'alma o que é certo e o que é errado.
Quando fazemos algo certo, sabemos que aquilo está certo, e quando fazemos algo de errado, também sabemos.
Porém, o que fazer quando o errado é prazeroso?
Digo isso pois muitas vezes cometemos pequenos erros, sabendo que não devíamos ter feito, contudo o fazemos. E as vezes persistimos nesses erros.
Seria burrice?
Seria mimo?
Seria hedonismo?
Impossível de saber.
Ninguém é dono de ninguém para reprimir uma atitude vinda de outra pessoa. Entretanto é de bom tom avisar quando tal ou tal coisa é perigosa. Agora, vai da pessoa ouvir o conselho.
Não é fácil decidir o que fazer quando o certo e o errado  são bons para você?
E quando, apesar de serem bons, alguém pode se machucar? E se no final você se der mal?
E se você sair ferido dessa situação?
Nunca ninguém pensa assim. Geralmente nós pensamos que sairemos ilesos.
A vida de fazer o que achamos que devemos fazer, é como uma corda bamba, você anda com medo de cair. Como já dizia um velho ditado: 'mais vale um pássaro na mão do que dois voando'.
Não é fácil pensar assim. Muitas vezes temos os dois pássaros na mão e não é fácil saber qual deixar voar. 
Cada pássaro tem sua particularidade. Assim como cada pessoa tem suas particularidades. Cada um com suas qualidades e defeitos. Existem diversas pessoas e situações em nossas vidas. E cada uma pede uma decisão. Uma escolha.
E depois de feita a escolha, não adiante se arrepender e pensar como teria sido escolher diferente. As coisas são como são; e se nós escolhemos algo é por que aquela era a decisão certa.
Não adianta querer mudar a situação depois que a escolha foi feita. 
Você pode fazer a escolha, ou deixar os outros escolha por você. Confesso que a segunda opção não é a melhor. O bom da vida é o livre arbítrio. É você poder sentar e conversar e escolher a melhor coisa a se fazer.
Colocar os pingos nos 'is' e ver o que você realmente quer. 
E quando você decide o que você quer é  o certo.  
Pensar,balancear, e agir.
Depois desse processo, você decide. 
Fazer coisas por impulso raramente são certo. 
Apesar da emoção predominar a razão em muitos momentos nossos sentimentos são enganosos. Muitas vezes achamos que sentimos algo, quando na verdade sentimos outra coisa. E por agir emotivamente podemos perder algo que achávamos que nada significava para nós. 
Certo ou errado? Emoção ou razão? Novamente, as mesmas questões que nos torturam.
O certo é faz o que te faz bem, desde que não magoe ninguém e não coloque ninguém em perigo.
O certo é ser feliz
  

2 comments:

Michell dos Santos Siqueira said...

;]
realmente achamos que fazemos a coisa certa mais quando vemos oque fizemos depois foi completa burrice.
temos que seguir nossas vidas se depender dos outros e simplesmente sermos felizes ao nosso modo.
certo ou errado, como diz velho sabio "Jimmy London - Bom é Quando Faz Mal" desde que não prejudique pessoas alheias ;]

Michell dos Santos Siqueira said...

;]
realmente achamos que fazemos a coisa certa mais quando vemos oque fizemos depois foi completa burrice.
temos que seguir nossas vidas se depender dos outros e simplesmente sermos felizes ao nosso modo.
certo ou errado, como diz velho sabio "Jimmy London - Bom é Quando Faz Mal" desde que não prejudique pessoas alheias ;]