07 November 2010

Agir

Já faz tempo que eu nada posto aqui. E sinceramente, tenho mil e uma coisas para falar e desabafar. Milhões de milhares de ideias para colocar no lugar. Só que ao mesmo tempo não vem nada em mente para falar. 
Novamente o destino me pregou uma peça. 
Disse 'não quero mais saber disso!'. E o que foi que me aconteceu?!
O 'isso' aconteceu!
Só que dessa vez estou me controlando. Não estou me entregando. O que é algo admirável, pois geralmente sou a primeira a me entregar. E dessa vez estou livre disso. Apenas curtindo o momento.
As vezes me sinto mal por isso. Não quero usar ninguém. Não sou assim. Mas não quero criar ilusões. Não quero me prender, e não quero prender ninguém. Quero apenas esquecer da vida por alguns minutos. 
Quero estar em seus braços, mas sem compromissos. Ficar junto e curtir o momento.
Quero poder dar meus pulos para repassar meu gloss, e ficar com minhas amigas e amigos. Poder passar a noite tocando violão em frente a minha casa cantando loucamente a 1h00 da madrugada. Quero ir a festas e dançar em uma mesa com fogo junto com ela. 
E assim que o fogo abaixar, sentar em cima da mesa, juntamente com ele e ali ficar e curtir o momento.
E no final da noite, cada um ir para a sua casa, sem cobranças. Sem pressões. Sem justificativas. 
Apenas ser.
Apenas estar.
Apenas aproveitar.
Pode parecer um pouco egoísta, eu sei. Mas, todos nós precisamos de um momento em que queremos a liberdade, de aproveitar o sábado a noite, porém termos a segurança e o conforto de termos alguém para assistir um filme no domingo a tarde.
A liberdade é excelente no sábado a noite, mas quando chega domingo a tarde. Você sente um vazio gigante!
Porém nem sempre é fácil sem comprometer. Tem momentos na nossa vida em que nós precisamos ficar sozinhos, mas com alguém ao mesmo tempo.
Quero alguém  para assistir filme abraçado, ou até mesmo não prestar a mínima atenção no filme, e ao mesmo tempo alguém que não  me impeça de sair e ir a festas, ou de estar apenas com meus amigos.
Sem me envolver.
Apenas aproveitar.
Porém vem o medo de fazer outra pessoa sofrer, não tem como saber o que vai no coração e na mente do outro. E algo que é insuportável é a ideia de magoar alguém. É algo que eu não posso lidar. Não quero isso. Não desejo essa dor para ninguém. Mas não tem como saber qual é a vontade do outro. Para mim, ele agora é a pessoa certa, no momento certo!
Alguém que me distrai, que me anima e que é extremamente atencioso e gentil comigo.
Algo que eu não tinha antes. A presença, a confiança, o respeito, a gentileza, o carinho, a preocupação. Atitudes que eu prezo muito. E que fazem bem. E faziam falta.
Pequenos gestos que cativam. Um carinho enquanto durmo, um abraço, segurar em minha mão para me impedir de ter pesadelos.
É isso que eu quero. Alguém que eu sei que vai se dedicar a mim. E que eu me dedicaria se fosse isso que eu estivesse procurando.
E é isso que faz minha cabeça surtar!
Não faz sentido, quando eu procuro por alguém para me dedicar, aparece alguém que apenas quer curtir a vida, e quando eu quero curtir, aparece alguém que merece minha dedicação e respeito. 
A vida é bem contraditória, ou será que eu sou contraditória e não sei o que quero?
Ou quem sabe a vida me oferece as coisas nas horas certas e eu não sei ver isso?
Ou quem sabe, eu faço as minhas escolhas e elas podem estar certas?
Não é fácil entender o que a vida nos diz, nos mostra e nos oferece.
Queria poder entender, e saber o que vem a frente. Para apenas saber como agir no presente.


1 comment:

Killer Queen said...

Oi meu anjo! andou sumida, nao? Eu escrevi uma coisa para uma pessoa querida e talvez se aplique aqui: "Sabe, eu só tenho uma coisa pra te dizer, do fundo do meu coração e com todo o amor que uma irma possa colocar em meras palavras: VIVA e seja muito, muito feliz. Não importa o que aconteça, eu vou estar com voce.
As coisas podem, e vao, parecer confusas. O tempo vai dizer se é ele ou não; mas no momento voce deveria deixar o seu coração te guiar.
EU sei o que é carencia, a vontade de ter alguem ali pertinho. Mas eu tenho um ditado "quem procura demais, não costuma encontrar depressa" devido ao fato de que está preocupado demais em encontrar e se esquece de que tem que manter a mente aberta para encontrar.
Não adianta voce se lamentar, procurar inisitir. Simplesmente aproveite as oportunidades que a vida lhe dispoe. ok?"
Nomais você não precisa de um manual para saber como agir no presente, se fosse premeditado não seria prazeroso. E quer saber? Bom mesmo é a insatisfação do incerto.
Se focalizar demais e esquecer do resto, voce perde o foco, entende?
euamovoce sempre. E fico muito muito feliz em saber que está bem!